Pesquisar este blog

ABOUT.ME

domingo, 29 de março de 2015

The Anchor Power by Like_Zen

The Anchor Power by Like_Zen:

8df0b2b3a65413594685acb3e72915c5




The Anchor Power by Like_Zen



Please, please. please press M to feel the impact of this heavy anchor! The small square from the default setting does not do justice to this photo!

The photo was taken at Canal Park, Duluth, Minnesota during winter.

This photo was shot in vertical orientation, I had a hard time deciding how to crop this photo. 500PX is known to display photos in squares, regardless portrait or landscape orientation. At the end, I decided to crop it in a square just for 500 PX. But personally I really like it to be in a panorama crop which could be quite dramatic. I may post the pano crop in a later time though.


Thank you for visiting and have a nice weekend!



Like_Zen: Photos







sexta-feira, 27 de março de 2015

El Mac paints "Juarense y Poderosa", a new mural in Ciudad Juarez, Mexico

El Mac paints "Juarense y Poderosa", a new mural in Ciudad Juarez, Mexico:



While you discovered his last collaboration with Kofie a few days ago, El Mac also recently stopped by Mexico where he was invited to work on a large new piece somewhere on the streets of Ciudad Juarez which was known in the past as Paso del Norte, and commonly referred to by locals as simply Juárez.


While you discovered his last collaboration with Kofie a few days ago, El Mac also recently stopped by Mexico where he was invited to work on a large new piece somewhere on the streets of Ciudad Juarez which was known in the past as Paso del Norte, and commonly referred to by locals as simply Juárez.

"Juarense y Poderosa", the mural I painted in Ciudad Juárez, was based on photos I took of a young woman from there named Diana who lost her mother to kidnapping. "Ánimo Sin Fronteras", the second mural, painted on the other side of the border in El Paso, was based on my photos of a man named Melchor, whose son was disappeared by corrupt police. Both Diana and Melchor represent countless others who've lost and suffered in recent years.  -- El Mac
If you stop by Ciudad Juarez, the mural is located at the Cehlider building: Calle 20 de Noviembre #4305, Col. El Colegio.

Hit the jump for more detailed images on this artwork and check back with us soon for more mural updates.



Read The Full Story »


La presidente Cristina Kirchner, no sólo no cedió ante la prepotencia de los sectores más reaccionarios de la comunidad judía, sino que reafirmó su voluntad de encontrar a los culpables de los atentados perpetrados en nuestro país

La presidente Cristina Kirchner, no sólo no cedió ante la prepotencia de los sectores más reaccionarios de la comunidad judía, sino que reafirmó su voluntad de encontrar a los culpables de los atentados perpetrados en nuestro país: Cristina Kirchner, Palestina y los 29 muertos en la embajada israelí Saad Chedid Rebelión   Los ataques a dos presidentes, Cristina Kirchner y Barak Obama bien caben en la descripción que realizara Mark Weber el 25 de mayo de 2011, … Sigue leyendo →


Original enclosures:
c73bfd0d787ef48e2d6e5e26dce214b1?s=96&d=identicon&r=G
10484728_671000279648003_2556213569124245075_n.jpg?w=300
10401996_972907639387110_1444637611805162328_n.jpg?w=300


Jornalista recorre ao MP contra criação do Dia da Esposa do Pastor

Jornalista recorre ao MP contra criação do Dia da Esposa do Pastor:



pastora-andreia.PNG


Vereadora Andreia conseguiu aprovar lei quehomenageia a si própria

O jornalista e escritor Eduardo Banks protocolou representação no Ministério Público de Minas Gerais para que proponha uma Adin...



[[ This is a content summary only. Visit my website for full links, other content, and more! ]]


quinta-feira, 26 de março de 2015

A Lonely Rain Cloud Giving Water Back to the Sea

A Lonely Rain Cloud Giving Water Back to the Sea:



59308568_ea247dffbe_z


Huw Alexander Ogilvie was flying over the Pacific Ocean in 2005 when he shot this peculiar photograph of a lone cloud dumping rain onto the world. After uploading it to Flickr, it quickly became his most popular photo and was even featured recently by NASA in a story about rainfall. You can view a larger version here.


Original enclosures:
59308568_ea247dffbe_z.jpg

“Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo.” Marco Aurélio Cunha…

“Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo.” Marco Aurélio Cunha…:



Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo. Marco Aurélio Cunha...


"O Muricy está muito triste, abatido. Ele está sentindo que pessoas acima dele o criticam, o questionam. Falta apoio, confiança." "Não dá para o dirigente cobrar o jogador publicamente e depois pedir sua colaboração que o salário vai atrasar." "Há muito tempo não via o São Paulo assim, tão dividido, tão escancarado. Com seus problemas tornados públicos." "Confesso o São Paulo triste, sem confiança, abatido contra o Palmeiras. Tem sido assim em vários jogos"

"O Ataíde é sim escudo do Muricy. Sei como ele o protege internamente. Externamente ele precisa dar satisfação para a torcida, para a imprensa e age diferente." "A obrigação do Carlos Miguel também é dar resguardo ao Muricy, ao time. Eu até acho que ele tenta." "A nossa torcida não estava acostumada a ouvir tantos problemas. Perdeu a confiança. Por isso está descrente, sumindo dos estádios." "A situação é sim muito preocupante." "Torço para que tudo se resolva. Mas não vou negar que não estou feliz. Sinto todos abatidos, tristes, depressivos. Este não é o perfil do São Paulo."

A análise é de quem frequenta os bastidores do Morumbi. Tem profunda ligação com jogadores fundamentais no elenco, como Rogério Ceni, Luís Fabiano. E priva da amizade de Muricy Ramalho. O ex-gerente de futebol e ex-genro de Juvenal Juvêncio. Ele mostra que que algo muito errado domina o São Paulo.

Marco é nítido que muitas coisas estão erradas no Morumbi. Vamos ser práticos e ir direto nos pontos. Muricy Ramalho. Você o conhece há décadas. Por que ele está tão triste, cabisbaixo. É a diverticulite, medo de morrer? Por que tanto desânimo? Essa falta de vibração passa para o time.

Vou ser direto, Cosme. O Muricy está muito triste, abatido. E não é por causa de doença, não. Ele está sentindo que pessoas acima dele o criticam, o questionam. Falta apoio, confiança. As pessoas precisam entender que o Muricy e sua família frequentam o clube, têm ligação profunda com o São Paulo. Então eles sabem o quanto vários conselheiros o questionam, se queixam do seu trabalho. E ele não está se sentindo protegido. Seus familiares ouvem queixas, críticas. Ele não é um técnico que está de passagem no São Paulo. Não, ele é um homem que nasceu, tem raízes no São Paulo. Por isso está tão abatido. Não tem o tratamento que merece. Ele se sente injustiçado. Mereceria mais confiança pelo que já fez e tem capacidade de fazer.



1fotoarena2 Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo. Marco Aurélio Cunha...


Mas Marco, essa infelicidade reflete no time, nos jogadores. Em várias partidas o São Paulo tem entrado em campo derrotado. Como a de ontem contra o Palmeiras.

O Muricy tem feito a sua parte com os jogadores. Isso eu posso testemunhar. Sei do seu trabalho sério, forte. Mas há fatores externos que estão atrapalhando. Nunca vi os problemas do São Paulo tão expostos. Não há nada que fique intramuros. Se eu ficar falando todos os dias para as pessoas dos meus problemas, todos vão querer distância. No São Paul atual é assim. Atraso de salários, dificuldades financeiras daqui, falta não sei o que. São só notícias desanimadoras. Há um clima derrotista que nasce no clube e passa para os jogadores, para a imprensa, para a torcida. É como se o São Paulo já tivesse desistido antes de entrar em campo. A situação é séria. Os jogadores estão depressivos.

O vice de futebol, Ataíde não deveria ser o escudo tanto do Muricy e dos jogadores?

Vou falar porque sei. O Ataíde é. Mas internamente. Ele dá apoio, incentiva, faz tudo o que pode. O problema é que ele acredita que precisa ser um dentro do clube e outro fora. Fora ele reclama, ameaça, diz que vai cobrar. Acredita que seu cargo de vice de futebol tenha essa obrigação. Mas a mensagem que está chegando ao torcedor e ao time é de pura insegurança. Como um dirigente vai cobrar, pressionar o jogador e depois pedir para que ele tenha calma, espere que o salário vai atrasar? Como fica a cabeça deste atleta? Como fica o ambiente? De completa insegurança.



2fotoarena Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo. Marco Aurélio Cunha...


Além dos preços caríssimos dos ingressos, a torcida do São Paulo não está virando as costas para o time por estar descrente?

A nossa torcida não estava acostumada a ouvir tantos problemas. Perdeu a confiança. Por isso está descrente, sumindo dos estádios. Mesmo na Libertadores que sempre foi a nossa competição preferida, mais importante. O clima depressivo é nítido. Não desperta confiança em ninguém. É algo pesado, incômodo. Não há alegria neste São Paulo. Não dá para torcer para o deprimido. A situação é sim muito preocupante.

Marco, o São Paulo pode até ter atrasado salários nas últimas décadas, mas conseguia esconder. Agora, não tudo é claro. Assumido por jogadores na televisão...

Não concordo com essa situação. O atraso o vencimento de qualquer trabalhador já é péssimo. Mas colocar isso para fora, na televisão, em entrevista, para o torcedor acompanhar...Não tem lógica, não leva a nada. Só piora. Passa a impressão de um clube com muitos problemas. É dentro de casa que se resolve o que não funciona. Não gritando, mostrando para o mundo. O São Paulo precisa se fechar o mais rápido possível. Não sei porque está tão exposto. Mas o primeiro passo para curar suas feridas é se fechar. Esquecer o mundo externo. Enquanto dá tempo.

O Carlos Miguel Aidar está ajudando ou atrapalhando o time?

Sei que ele está protegendo o elenco. Está tentando. Mas a hora é de fazer uma análise séria, firme, definitiva. E encarar o que dá errado e corrigir. Não é possível que este clima depressivo continue no São Paulo. Ainda mais com o time envolvido na Libertadores. A hora de reação é agora.



3ae18 Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo. Marco Aurélio Cunha...


Você acredita que dá tempo de o São Paulo se reerguer, mudar o rumo? Com Muricy e esses jogadores?

Lógico que sim. Acredito no potencial desse grupo, do Muricy. Dá tempo se a mudança de postura for radical. Parar que querer mostrar as feridas para o mundo. Esquecer a depressão, a tristeza, salário, diz que diz, tudo. Não importa o lado de fora dos muros do São Paulo. Deixar o ego de lado. O Internacional não conseguiu ser campeão da Libertadores quando demitiu o Fossati e trouxe o Celso Roth? Os mesmos jogadores venceram suas partidas e foram campeões. No nosso caso, não é necessário demitir o Muricy, ele é excelente técnico. O que tem de mudar é a postura, a filosofia, talento os nossos jogadores têm. Ainda mais nos jogos da Libertadores que são mata-matas. O que decide é firmeza, a personalidade na hora dos jogos. Mesmo se tiver muita coisa errada, a superação vem. É possível. Não é por acaso que os incompetentes defendem a volta do mata-mata no Brasileiro. Muito time cheio de problemas foi campeão da Libertadores. Só depende de nós dar a volta por cima. Temos jogadores e técnico. O que eles precisam é de apoio, proteção e confiança. Se continuar esse clima depressivo, de falta de rumo, de questionamento dentro do próprio clube, não vamos para lugar nenhum...


1reproducao26 Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo. Marco Aurélio Cunha...


O post “Muricy está muito triste, abatido. Os jogadores estão depressivos. Isso reflete para a torcida que está sumindo dos estádios. Há muita coisa errada no São Paulo.” Marco Aurélio Cunha… apareceu primeiro em Blog do Cosme Rímoli.

Swissleaks: ex-tesoureiro de Serra, Marcio Fortes aparece na lista

Swissleaks: ex-tesoureiro de Serra, Marcio Fortes aparece na lista:

quarta-feira, 25 de março de 2015

Just a Little Off the Top, Please

Just a Little Off the Top, Please:

For a unique dining experience while visiting the Pacific Terraquarium, stop by Chez Beluga restaurant. Choose your meal fresh from dozens of live specimens walking around in our massive display tank.



13433457764_3dfc79e714_o


Actually, there’s no picture here. We deny it completely. You didn’t see anything. And it didn’t come from Daily Picks and Flicks, that’s for sure.

Corruptos e corruptos

Corruptos e corruptos:



11075237_907883549262615_843637761037766


Receba por e-mail

10 ASSUSTADORES trechos de diários escritos na Segunda Guerra Mundial

10 ASSUSTADORES trechos de diários escritos na Segunda Guerra Mundial:

Publicado no Hypescience

Quando ouvimos relatos de batalhas longas e mortíferas como a Segunda Guerra Mundial, é normal ter uma sensação ruim. No entanto, não importa o que aprendamos sobre a guerra, é difícil realmente imaginar o que as pessoas que passaram por ela enfrentaram. Esses diários podem nos ajudar com isso.



diario-segunda-guerra-mundial-10


10. Michihiko Hachiya, Hiroshima, 6 de agosto de 1945

Em 6 de agosto de 1945, uma bomba atômica foi detonada diretamente sobre Hiroshima, no Japão, matando imediatamente cerca de um quarto da população da cidade e expondo o restante a níveis perigosos de radiação. Um funcionário de hospital chamado Michihiko Hachiya estava deitado em sua casa no momento da explosão, a cerca de 1,5 km do centro da detonação. O calor queimou sua roupa e criou graves queimaduras no seu corpo. Seu diário, publicado em 1955, narra suas experiências naquele dia.

“Nós começamos, mas depois de 20 ou 30 passos, eu tive que parar. Minha respiração ficou curta, meu coração batia forte, e minhas pernas cederam sob mim. Uma sede avassaladora me tomou e eu implorei a Yaeko-san para me encontrar um pouco de água. Mas não havia água para ser encontrada. Depois de um tempo, minha força voltou um pouco e fomos capazes de seguir em frente. Eu ainda estava nu e, embora eu não sentisse nem um pouco de vergonha, eu estava perturbado ao perceber que a modéstia tinha me abandonado… Nosso progresso para o hospital foi interminavelmente lento, até que, finalmente, as minhas pernas, duras de sangue seco, se recusaram a me levar mais longe. A força, mesmo a vontade, de ir em frente me abandonou, então eu disse a minha esposa, que estava quase tão gravemente ferida quanto eu, para ir sozinha. Ela se opôs a isso, mas não havia escolha. Ela tinha que ir em frente e tentar encontrar alguém para voltar por mim”.
9. Zygmunt Klukowski, Szczebrzeszyn, 21 de outubro de 1942

Em 20 de janeiro de 1942, 15 altos funcionários nazistas fizeram uma conferência para discutir a implementação de uma “Solução Final” para obliterar o povo judeu. Demorou mais nove meses para o genocídio alcançar a pacata cidade de Szczebrzeszyn, no sudeste da Polônia. Zygmunt Klukowski, o médico-chefe de um pequeno hospital local, fez anotações sobre o horror que presenciou.

“De manhã cedo até tarde da noite assistimos eventos indescritíveis. Soldados armados da SS, gendarmes e a ‘polícia azul’ correram pela cidade à procura de judeus. Judeus foram reunidos no mercado. Judeus foram retirados de suas casas, celeiros, adegas, sótãos e outros esconderijos. Tiros foram ouvidos durante todo o dia. Às vezes, granadas de mão foram jogadas nos porões. Judeus foram espancados e chutados; não fazia diferença se eram homens, mulheres ou crianças pequenas. Todos os judeus serão abatidos. Entre 400 e 500 foram mortos. Poloneses foram forçados a começar a cavar sepulturas no cemitério judaico. A partir de informações que eu recebi, cerca de 2.000 pessoas estão se escondendo. Os judeus presos foram colocados em um trem na estação ferroviária para serem transferidos para um local desconhecido. Foi um dia terrível, eu não posso descrever tudo o que aconteceu. Você não pode imaginar a barbárie dos alemães. Estou completamente acabado e não consigo me encontrar”.
8. Lena Mukhina, Leningrado, 3 de janeiro de 1942



diario-segunda-guerra-mundial-8-838x636


Dependendo da fonte, estima-se que entre 7 a 20 milhões de civis russos morreram como resultado direto da Segunda Guerra Mundial. Em Leningrado, 750.000 pessoas morreram de fome durante o estado de sítio mantido pelos alemães por mais de dois anos, de setembro de 1941 a janeiro de 1944. Lena Mukhina, de 17 anos, escreveu sobre o Cerco a Leningrado logo no seu início. Conforme o tempo se passou, os moradores foram obrigados a comer ratos, gatos, terra e cola. Houve relatos generalizados de canibalismo.

“Estamos morrendo como moscas aqui por causa da fome, mas ontem Stalin deu mais um jantar em Moscou, em honra ao [Secretário do Exterior britânico, Anthony] Eden. Isso é ultrajante. Eles enchem a barriga lá, enquanto nós nem sequer ganhamos um pedaço de pão. Eles brincam de anfitrião em todos os tipos de recepções brilhantes, enquanto nós vivemos como homens das cavernas, como toupeiras cegas”.
7. Felix Landau, Drohobych, 12 de julho de 1941

Felix Landau era um membro da SS alemã. Durante a guerra, ele passou a maior parte do tempo servindo no Einsatzkommando, um esquadrão da morte encarregado de exterminar judeus, ciganos, intelectuais poloneses e uma série de outros grupos. Seu notável diário detalha seus crimes terríveis. Abaixo, confira um relato de suas ações na cidade de Drohobych, no oeste da Ucrânia. Vale notar que, depois da guerra, Landau conseguiu escapar da captura até 1959, quando foi levado a julgamento e condenado à prisão perpétua. Ele foi libertado por “bom comportamento” em 1971 e morreu em 1983.

“Às 6:00 da manhã de repente eu fui acordado de um sono profundo. Reportar para uma execução. Tudo bem, então eu vou brincar de carrasco e, em seguida, coveiro, porque não. Não é estranho, você ama batalha e, em seguida, tem que atirar em pessoas indefesas. Vinte e três tiveram de ser baleados, entre eles duas mulheres. Eles são inacreditáveis. Eles até mesmo se recusam a aceitar um copo de água de nós. Eu fui designado artilheiro e tive que atirar em qualquer fugitivo. Nós dirigimos um quilômetro ao longo da estrada fora da cidade e, em seguida, viramos para a direita em uma floresta. Havia apenas seis de nós naquele momento e tivemos que encontrar um local adequado para atirar [nos fugitivos] e enterrá-los. Depois de alguns minutos, encontramos um lugar. Os candidatos à morte receberam pás para cavar a sua própria sepultura. Dois deles estavam chorando. Os outros certamente têm uma coragem incrível. Que diabos se passa pelas suas mentes durante esses momentos? Eu acho que cada um deles abriga uma pequena esperança de que de alguma forma não será morto. Os candidatos à morte são organizados em três turnos, já que não há muitos túmulos. Estranhamente, estou completamente impassível*. Sem piedade, nada. Esse é o jeito que é e, em seguida, está tudo acabado. Meu coração bate um pouco mais rápido quando involuntariamente eu recordo os sentimentos e pensamentos que eu tive quando eu estava em uma situação similar”.
*No sentido de não estar sentindo nenhuma emoção.

6. Leslie Skinner, noroeste da Europa, 4 de agosto de 1944

O diário do Capitão Leslie Skinner documenta suas experiências do conflito imediatamente após os desembarques do Dia D. Skinner não era um soldado de combate, mas sim um padre servindo como capelão do exército. Conhecido como

“Padre Skinner”, seu trabalho era proporcionar conforto espiritual e realizar últimos sacramentos. A parte mais angustiante da sua função envolvia recuperar os corpos dos mortos para dar-lhes um enterro apropriado.

“A pé, localizei tanques. Apenas cinzas e metal queimado no tanque de Birkett. Procurei nas cinzas e encontrei restos de ossos pélvicos. Em outros tanques três corpos ainda dentro. Não foi possível remover os corpos, após muita dificuldade – negócio desagradável – doente”.

“Trabalho temeroso pegar pedaços e remontá-los para a identificação e colocá-los em cobertores para o enterro. Sem infantaria para ajudar. O líder do esquadrão me ofereceu alguns homens para ajudar. Recusei. Quanto menos homens que vivem e lutam em tanques tiverem a ver com este lado das coisas, melhor. Meu trabalho. Este foi mais do que normalmente doente. Realmente indutor de vômitos”.
5. David Koker, Holanda, 4 de fevereiro de 1944

Enquanto os sobreviventes do Holocausto escreveram uma série de memórias, apenas alguns diários foram recuperados a partir dos campos de concentração. Um deles foi escrito por David Koker, um estudante holandês de ascendência judaica que foi enviado para o Camp Vught no sul da Holanda em fevereiro de 1943. Enquanto a maioria dos prisioneiros do campo de concentração não podia manter um diário, David fez amizade com o gerente do local e sua esposa, o que significa que tinha privilégios. O trecho abaixo descreve Heinrich Himmler, o chefe da SS e um dos principais arquitetos do Holocausto. Himmler visitou Vught em fevereiro de 1944, dando a Koker uma visão inédita do homem responsável por perseguir seu povo.

“Um pequeno homem frágil de aparência insignificante, com um rosto bastante bem-humorado. Boné de pala alto, bigode e óculos pequenos. Eu penso: se você quiser rastrear toda a miséria e horror para apenas uma pessoa, teria que ser ele. Em torno dele, um monte de companheiros com rostos cansados. Homens muito grandes, fortemente vestidos, eles seguem para qualquer canto que ele se vire, como um enxame de moscas, trocando de lugar entre si (eles não ficam parados por nem um momento), movendo-se como um único conjunto. Passa uma impressão fatalmente alarmante. Eles olham para todos os lados sem encontrar nada para se concentrar”.
4. George Orwell, Londres, 15 de setembro de 1940



diario-segunda-guerra-mundial-4-838x503


Durante a guerra, o famoso escritor George Orwell estava entre os 8,6 milhões de habitantes de Londres. Além de sua obra literária, ele manteve um diário detalhado de suas experiências durante a guerra. O diário é recheado principalmente com discussões políticas, mas de vez em quando possui um relato de ataques aéreos, como o de setembro de 1940, quando a RAF lutava pelo controle dos céus sobre o sul da Inglaterra durante a Batalha da Grã-Bretanha. As pessoas comemoravam quando um avião alemão caia, por medo de que Hitler invadisse a Inglaterra.

“Esta manhã, pela primeira vez, vi um avião abatido. Ele caiu lentamente das nuvens, nariz à frente, como um pássaro baleado lá no alto. Um júbilo formidável entre as pessoas assistindo, pontuado momento sim, momento não com a pergunta: ‘Tem certeza que é alemão?’. Tão intrigantes são as instruções dadas, e tantos os tipos de avião, que ninguém sequer sabe quais são os aviões alemães e quais são os nossos. Meu único teste é que, se um bombardeiro é visto sobre Londres, deve ser alemão, enquanto que um caça é mais provável de ser nosso”.
3. “Ginger”, Pearl Harbor, 7 de dezembro de 1941

O bombardeio de Pearl Harbor por forças japonesas tornou dois conflitos regionais existentes na Europa e na China em uma Guerra Mundial. Voltado para a base naval norte-americana na costa sul de Oahu na ilha do Havaí, o ataque surpresa deixou 2.403 americanos mortos e foi o catalisador para os Estados Unidos entrarem na guerra. A área de Pearl Harbor não se restringia a militares, no entanto, mas também era habitada por famílias e ilhéus. O trecho de diário abaixo foi escrito por uma menina de 17 anos conhecida como “Ginger”.

“Fui acordada às oito horas da manhã por uma explosão em Pearl Harbor. Levantei-me pensando que algo emocionante provavelmente estava acontecendo por lá. Mal sabia eu! Quando cheguei à cozinha toda a família, excluindo Pop, estava olhando para o Arsenal de Marinha. Ele estava sendo consumido por fumaça preta e mais explosões espantosas… Então eu fiquei extremamente preocupada, assim como todos nós. Mamãe e eu saímos na varanda da frente para dar uma olhada melhor e três aviões passaram zumbindo sobre nossas cabeças, tão perto de nós que poderíamos lhes ter tocado. Eles tinham círculos vermelhos em suas asas. Logo entendemos! Nesse momento as bombas começaram a cair por todo o Hickam. Ficamos nas janelas, não sabendo mais o que fazer, e observamos o fogo trabalhar. Era exatamente como os cinejornais da Europa, só que pior. Vimos um monte de soldados correndo em nossa direção a partir do quartel e, em seguida, uma linha de bombas caiu atrás deles, levando todos para o chão. Fomos inundados em uma nuvem de poeira e tivemos que correr fechar todas as janelas. Enquanto isso, um grupo de soldados tinha entrado em nossa garagem para se esconder. Eles foram totalmente tomados de surpresa e muitos deles não tinham sequer uma arma ou qualquer coisa”.
2. Wilhelm Hoffman, Stalingrado, 29 de julho de 1942

As batalhas mais importantes e sangrentas da Segunda Guerra Mundial foram travadas na Frente Oriental. Uma delas foi a de Stalingrado, onde um banho de sangue de cinco meses virou a maré em favor da União Soviética. No entanto, antes dos alemães levarem a guerra até essa cidade, eles tinham tidp vitória após vitória e estavam confiantes de que poderiam conquistar a Rússia, como bem expressou Wilhelm Hoffman, um soldado da 94ª Divisão de Infantaria do Sexto Exército alemão:

“O comandante da companhia diz que as tropas russas estão completamente quebradas, e não podem aguentar por mais tempo. Chegar a Volga e tomar Stalingrado não é tão difícil para nós. O Fuhrer sabe qual o ponto fraco dos russos. A vitória não está longe”.
Isso foi em julho. Em dezembro, os alemães é que estavam cercados. Nesse ponto, o diário de Hoffman se torna pessimista sobre as chances de vitória. O relato de 26 de dezembro de 1942 está em contraste gritante com a sua atitude durante o verão:

“Os cavalos já foram comidos. Eu comeria um gato; eles dizem que sua carne também é saborosa. Os soldados parecem cadáveres ou lunáticos, à procura de algo para colocar em suas bocas. Eles já não se cobrem dos ataques russos; não têm a força para caminhar, correr e se esconder. Maldita seja esta guerra!”.
Hoffman morreu em Stalingrado, embora não saibamos exatamente como ou quando.

1. Hayashi Ichizo, Japão, 21 de março de 1945



diario-segunda-guerra-mundial-1-838x1024


No imaginário popular, os pilotos kamikazes japoneses eram todos fanáticos imperialistas ansiosos para se sacrificar por seu país. Oficialmente, é dito que todos se voluntariaram, mas a realidade é que muitos foram essencialmente forçados a cumprir esse papel, como foi o caso do estudante japonês Hayashi Ichizo, chamado pelo exército em 1943 com a idade de 21 anos. Se você acha que ele era muito jovem para se candidatar à morte, saiba que nem sequer era o mais novo entre os kamikazes, título que coube a Yukio Araki, na foto acima segurando seu cachorro, que tinha apenas 17 anos. Em seu diário, Hayashi relatou como foi ser designado para servir como um piloto suicida:

“Para ser honesto, eu não posso dizer que o desejo de morrer pelo imperador é genuíno, que vem do meu coração. No entanto, é decidido por mim que eu morra para o imperador. Não vou ter medo do momento da minha morte. Mas eu estou com medo de como o medo da morte vai perturbar a minha vida… Mesmo para uma vida curta, há muitas memórias. Para alguém que teve uma vida boa, é muito difícil se separar dela. Mas cheguei a um ponto de não retorno. Eu devo mergulhar em um navio inimigo. À medida que a preparação para a decolagem se aproxima, sinto uma forte pressão sobre mim. Eu não acho que eu posso encarar a morte… Eu tentei o meu melhor para escapar em vão. Então, agora que eu não tenho escolha, eu devo ir valentemente”.
Sua missão suicida foi concluída em 12 de abril de 1945, cinco meses antes da rendição do Japão.


Investigadores descartan explosión en el accidente de Germanwings

Investigadores descartan explosión en el accidente de Germanwings:



150325205437_germanwings_rescue_624x351_


Autoridades de seguridad aeronaútica de Francia aseguraron el miércoles que los primeros indicios del accidente apuntan a que el Airbus A320 se desintegró al chocar contra las montañas de los Alpes franceses.


16 Life Lessons To Be More Zen

16 Life Lessons To Be More Zen:

He seems very wise.

"Let nature embrace you."

instagram.com

"Always help out a friend when you can."

instagram.com

"Eat the foods that make you happy."

instagram.com

"Don't fight the weather. Let your accessories match the season."

instagram.com


View Entire List ›

Original enclosures:


One of the best feelings ever! Skiers can relate.

One of the best feelings ever! Skiers can relate.:

aGwyAnZ_700b.jpg

KIDDO by Josh Photography

KIDDO by Josh Photography:

1eb8e3c32bcf3453cd4941bd80a3ddb3




KIDDO by Josh Photography



common indian monkey (kid)



Josh Photography: Photos







Deputado do PSOL protocola Projeto de Emenda Constitucional que afirma que “todo poder emana de Deus”

Deputado do PSOL protocola Projeto de Emenda Constitucional que afirma que “todo poder emana de Deus”:

O deputado cabo Daciolo (PSOL-RJ) protocolou nesta quarta-feira (25) Projeto de Emenda Constitucional (PEC) que altera o parágrafo único do artigo 1º da Constituição, trocando a afirmação de que “todo poder emana do povo” para dizer que “todo poder emana de Deus”. No início do mês, muitas discussões haviam sido levantadas sobre a proposta de Daciolo, e a Direção Nacional do PSOL chegara a emitir nota afirmando que o projeto não seria mais apresentado, o que no mesmo dia foi negado pelo deputado.
pec


Principal liderança da greve dos bombeiros do Rio de Janeiro em 2012, o cabo Benevenuto Daciolo chegou a ser preso por conta de sua participação no movimento. Depois, filiou-se ao PSOL, partido pelo qual concorreu e foi eleito deputado federal em 2014, sendo o 31º candidato mais votado, com quase 50 mil votos.
Desde a diplomação como deputado, em dezembro, Daciolo tem causado problemas ao PSOL. Na ocasião bateu e postou uma foto sorridente ao lado do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), principal figura parlamentar da extrema-direita brasileira. Depois, já em março, publicou vídeo no qual defendia o projeto que viria a protocolar nesta quinta, alterando o artigo 1º da Constituição para afirmar que “todo poder emana de Deus”, mesmo sendo o Estado brasileiro laico.
foto


No dia 19 de março, na tribuna da Câmara dos Deputados, Daciolo defendeu os militares acusados de torturar e matar o pedreiro Amarildo de Souza, o que levou a um pedido de expulsão do partido feito pelo PSOL do Rio de Janeiro. Na nota em que defende a expulsão, o PSOL-RJ garante que “respeitamos os eleitores do cabo Daciolo, mas entendemos que o mandato dele não cabe no PSOL”, e anuncia a decisão de “afastar o deputado cabo Daciolo dos quadros partidários” e de “indicar a imediata EXPULSÃO do deputado cabo Daciolo do Partido Socialismo e Liberdade, exortando que o Diretório Nacional, que é a instância com atribuições para decidir a respeito, acate esta indicação”.
Nesta quinta, Daciolo protocolou a PEC, onde justifica a proposta declarando que “a Bíblia é, e sempre será, a minha única regra de fé e prática” e afirmando que o povo “entenderá que todo joelho deve se dobrar diante do Deus Altíssimo”.

"Waterfall", John Brandon Smith, 19th century.

"Waterfall", John Brandon Smith, 19th century.:

tumblr_nlrwk4Y3La1rbuhr4o1_500.jpg




"Waterfall", John Brandon Smith, 19th century.

"Waterfall", John Brandon Smith, 19th century.

"Waterfall", John Brandon Smith, 19th century.:

tumblr_nlrwk4Y3La1rbuhr4o1_500.jpg




"Waterfall", John Brandon Smith, 19th century.

Ella & Pitr create a giant new piece in Lyon, France

Ella & Pitr create a giant new piece in Lyon, France:



Our friends Ella & Pitr recently stopped by the city of Lyon in France where they spent a few days working on yet another giant piece.


Our friends Ella & Pitr recently stopped by the city of Lyon in France where they spent a few days working on yet another giant piece.

Specialising in painting huge characters on the ground, the French artists dropped a fantastic artwork which is sure to please the local workers.

Hit the jump for another look at this sleeping giant and check back with us soon for more exciting updates from the French duo.



Read The Full Story »


Nigeria denies 500 children abducted

Nigeria denies 500 children abducted:



_81904197_81881372.jpg


Nigeria's government denies that militant Islamists abducted 500 children from a trading town in the north-east, saying the number is lower.


Las Madres de Plaza de Mayo estuvieron presentes en Plaza de Mayo a 39 años del golpe cívico-militar

Las Madres de Plaza de Mayo estuvieron presentes en Plaza de Mayo a 39 años del golpe cívico-militar:

Madres, funcionarios e invitados arribaron a Plaza de Mayo en un micro descapotable, acompañadas por miles de militantes de La Cámpora, y cientos de estudiantes del Instituto Universitario Nacional de Derechos Humanos “Madres de Plaza de Mayo”.

Hebe de Bonafini, Juana de Párgament, Evel de Petrini, Mercedes de Meroño, Celia de Prósperi, Hebe de Mascia, Elsa de Manzotti, Claudia de San Martín, Rosa de Camarotti, Josefa de Fiori, Visitación de Loyola, María Rosa Palazzo, Azucena Díaz de Tejan y Beba de Cozzi fueron las integrantes de la Asociación que sorprendieron a la multitud desde un micro, desde donde recibieron innumerables muestras de afecto.

Junto a ellas estaban el jefe de Gabinete de la Nación, Aníbal Fernández; el gobernador de Entre Ríos, Sergio Urribarri, el titular de la Sedronar, Juan Carlos Molina; el presidente de Radio y Televisión Argentina (RTA); Tristán Bauer; el secretario de la presidencia, Carlos López; Paula Penaca, legisladora de la Ciudad de Buenos Aires; el periodista Víctor Hugo Morales; el coordinador del Programa de Acceso a la Justicia en los barrios, Julián Axat, el intendente de San Antonio de Areco, Francisco Durañona; el dirigente de Ezeiza, Alejandro López, y trabajadores de la Asociación, representando las distintas áreas de Madres.

El micro descapotable, decorado con las consignas históricas de las Madres, partió de la propia sede de la institución y se fue abriendo paso entre la multitud de jóvenes, que lo acompañaron en su trayecto con aplausos, canciones y muestras de afecto.

Cuando conectó la Avenida de Mayo y dejó atrás la 9 de Julio, las columnas de Unidos y Organizados fueron abriendo paso al micro, distribuyéndose a su costado para acompañarlo en su trayecto. Al llegar a la Plaza, el micro ingresó por Hipólito Yrigoyen para detenerse en el cruce con Defensa.

Allí, la multitud multiplicó las muestras de afecto y agradecimiento para las Madres. Emocionada, la presidenta de la Asociación, Hebe de Bonafini, afirmó: “Nuestros hijos, donde estén, los 30.000, estarán contentos, como revolucionarios, de ver esta Plaza llena de jóvenes, gritando, cantando, siendo felices de lo que hacen".

"Es un día inolvidable para todos, porque demuestra que somos felices con lo que hacemos, que venimos a juntarnos, a amarnos, a querernos, a abrazarnos porque no tenemos miedo. Hemos concebido un país maravilloso por el cual nuestros hijos dieron sus vidas y estoy orgullosa de que nuestros hijos hayan dado la vida por esta patria que nos pusieron en la mano Néstor y Cristina”, agregó.

“Para nosotras es una jornada histórica. Queríamos estar con el pueblo, por pensé en esta idea del micro. Nos vamos agradecidas de tanto cariño y emocionadas por ver a tantos jóvenes con mucho entusiasmo. Para nosotras ha sido un día inolvidable”, concluyó.



Las%2BMadres%2Bde%2BPlaza%2Bde%2BMayo%2B



Las%2BMadres%2Bde%2BPlaza%2Bde%2BMayo%2B




Las%2BMadres%2Bde%2BPlaza%2Bde%2BMayo%2B

O discreto charme dos abutres da Petrobras

O discreto charme dos abutres da Petrobras:



143524_600





Desde o início dos governos petistas, já foram criadas, pela oposição e pela mídia, inúmeras, incontáveis CPIs da Petrobrás.

Só nos últimos meses foram umas três ou quatro.

Os tucanos criam CPIs sobre a Petrobrás tanto para desgastar o governo quanto para chantagear as empresas que fazem negócio (e negociatas) com a estatal, conforme consta em denúncia de um dos delatores, segundo o qual o presidente do PSDB teria recebido R$ 10 milhões para “pegar leve” nas investigações de uma CPI sobre a estatal.

Em outras palavras, R$ 10 milhões para abafar casos de corrupção.

O Ministério Público Federal, que se tornou, melancolicamente, uma instituição a serviço da mídia, fez até um hotsite especial sobre a operação Lava-Jato, usando principalmente informações repassadas pelos delatores.

Curiosamente, um infográfico que havia no hotsite, cheio de setinhas apontando para partidos, com base nos delatores, desapareceu assim que Alberto Youssef resolveu delatar Aécio Neves, acusando-o de receber uma propina mensal de 120 mil dólares por mês, através de uma esquema montado entre Furnas e a Bauruense.

Entretanto, nenhuma dessas CPIs contou uma interessante história ao povo brasileiro.

Nenhuma CPI enfatizou que o primeiro diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), criada no governo FHC para regular o mercado brasileiro de petróleo, foi David Zylbersztajn, genro de Fernando Henrique, então presidente da república.

Imagine se qualquer outro político, que não FHC e que não um tucano, articulasse para botar seu próprio genro na presidência de uma agência que, nos anos seguintes, se tornaria peça estratégica para os planos tucanos de privatizar a estatal.

Tratava-se de nepotismo tão descarado que Zylbersztajn, embora com mandato valendo até final de 2005, renunciou ao cargo poucos meses após anunciar o divórcio com Ana Beatriz Cardoso, filha do presidente.

Zylbersztajn é um tucano puro-sangue. Foi secretário de energia do governo Covas (1995-1998), onde comandou a privatização das estatais paulistas de energia. Dali foi direto para a ANP, onde passou a fazer dobradinha com o Executivo para a privatização da Petrobrás.

E aí entra o afundamento da Plataforma P-36, que matou 11 funcionários.

Por trás da tragédia envolvendo a P-36, a maior plataforma do mundo na época, aparece um nome que o Brasil jamais conheceu direito, apesar de tantas CPIs.

Trata-se de German Efromovich, dono da Marítima, uma das mais bem sucedidas ganhadoras de licitação para fornecimento de plataformas e outros serviços para a Petrobras.

Em 1999, a Veja, numa época em que não havia sucumbido ao tucanismo de extrema-direita que a caracteriza hoje (era uma tucana moderada, que dava uma denúncia ou outra contra o PSDB, embora não se aprofundasse jamais), publicou uma matéria bombástica sobre Efromovich.

Segundo a matéria, ele era um esperto que se hospedava em hoteis baratos da Lapa e pegava ônibus até um hotel 5 estrelas para posar de bacana.

O que nenhum órgão de imprensa investigou são as possíveis ligações entre Zylbersztajn, diretor-geral da ANP, e Efromovich, dono da Marítima.

Segundo relato de Araújo Bento, um petroleiro com décadas de experiência na área, “as causas imediatas [do acidente] foram os erros de projeto da empresa Marítima, do sr German Efromovitch, que assumiu um contrato tipo TURN-KEY sem a condição técnica de realizá-lo.”

O contrato teria sido obtido, segundo Bento, com ajuda de David Zilbersztajn, então diretor da ANP.

Na internet, encontrei facilmente vários contratos com assinaturas conjuntas de Efromovich e Zilbersztajn.

Anos mais tarde, em 2005, quando Zilbersztajn assume a direção de uma Varig em vôo cego para o abismo, um já enriquecido Efromovitch (ficara milionário com as negociatas com a Petrobrás) aparece para comprar os restos da companhia aérea. Para isso, contou novamente com o auxílio de Zilbersztajn, o qual deu entrevista à imprensa informando que Efromovitch havia “entrado no jogo“.

FHC e seu genro conseguiram vender as petroquímicas da Petrobrás, e abriram o capital da empresa na Bolsa de Nova York. Por muito pouco os tucanos não privatizaram a empresa.

A venda dos papeis da companhia na Bolsa de NY é a responsável direta pela instabilidade especulativa vivida pela empresa hoje.

Tanto naquela época, como hoje (com o declínio dos preços), o mega-investidor George Soros, tem adquirido bilhões de dólares em títulos da estatal.

Os americanos sabem o que fazem.

Acertaram com a Arábia Saudita para derrubar os preços do petróleo. Com isso, enfraqueceram seus principais inimigos geopolíticos: Rússia, Irá, Venezuela. De sobra, ainda comprar ações da Petrobrás a baixo preço, aumentando seu controle sobre a economia brasileira.

Não foi em vão que a NSA, a inteligência secreta do governo americano, espionou a Petrobrás. Para obter informações estratégicas que lhes permitiriam, mais tarde, comprar ações da estatal com confiança.

A insistência da presidenta Dilma em manter o regime de partilha, assegurar parceria com a China na exploração do campo de Libra e funda o banco de investimento dos Brics, transformou a presidente em persona non grata para muita gente graúda do capital internacional.

O mais interessante vem agora.

Alguns blogs já identificaram, por trás de ongs que vem incentivando manifestações em favor do impeachment da presidenta Dilma, o dinheiro dos ultra-bilionários Irmãos Koch, famosos nos EUA por serem os principais financiadores do Tea Party e um dos doadores mais constantes de candidatos de extrema direita nas eleições americanas.

Pois bem, descobri facilmente, pelos sistemas de busca, que os Irmãos Koch se tornaram ativos especuladores no mercado de petróleo, manipulando preços para faturar bilhões às custas de países ingênuos, como o Brasil.

As empresas dos Irmãos Koch faturam mais de US$ 115 bilhões por ano, segundo a Forbes. Ambos tem patrimônio, segundo a mesma revista, de US$ 42,5 bilhões cada um. Ou seja, um total de US$ 83 bilhões.

Se existem interesses poderosos em enfraquecer a Petrobrás ou lucrar com a volatilidade de suas ações, estes são os irmãos Koch.

Temos de ficar atentos.

Até porque, no Brasil, temos uma situação especial. O entreguismo está enraizado nos altos estamos do Estado brasileiro.

Recentemente, o Ministério Público Federal enviou uma comitiva, liderada pela maior hierarquia da instituição, o procurador-geral Rodrigo Janot, aos EUA, para pedir informações úteis às investigações contra a Petrobrás.

Num mundo perfeito, isso não teria nada demais. No mundo como ele é, os procuradores bateram na porta do lobo para lhe pedir que cuidasse da chapeuzinho vermelho.

Não faz uma semana, e circulou, muito discretamente, na imprensa, a informação de que 11 grandes fundos americanos vem realizando enormes compras de papeis da Petrobrás. Não é pouca coisa. Segundo a notícia, os fundos aumentaram em dez vezes a sua participação da Petrobrás, em relação ao ano passado.

Os gringos, pelo jeito, ouviram os coxinhas dementes que marcharam nas ruas pedindo “militar intervential”. Só que a intervenção americana no Brasil, desta vez, não tem nada de militar.

Eles querem subjugar o Brasil através do controle econômico, e nada melhor que manipular o preço das ações da estatal, derrubar o real frente ao dólar, além de patrocinar movimentos de rua para desestabilizar o governo, eliminando a única força que poderia trazer alguma tensão entre o seu desejo de nos subjugar e a nossa vontade de permanecermos livres.

Ce sandwich est allé dans l'espace en 1965… et il en est revenu

Ce sandwich est allé dans l'espace en 1965… et il en est revenu: NASA - Dans le cadre de la mission Gemini 3, un astronaute potache avait embarqué en toute...


Original enclosures:


интересное от kikos06

интересное от kikos06: Уильям Харли и Артур Дэвидсон — основатели Harley Davidson.

650x458, 74 Kb / мотоцикл, Harley Davidson, основатели




via blog:)stanis.ru


Como fazer uma geração de jovens imbecilizados | TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma... - Linkis.com

Como fazer uma geração de jovens imbecilizados | TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma... - Linkis.com

terça-feira, 24 de março de 2015

Samsung e LG já trabalham em smartphones dobráveis e transparentes

Samsung e LG já trabalham em smartphones dobráveis e transparentes:



Tela OLED curva da Samsung


É bastante comum que as empresas de tecnologia se inspirem nos filmes de Hollywood, que, por sua vez, também extrapolam tecnologias atuais para entregar qual seria sua ideia de “próximo passo”. Nas telas, o futuro parece ser dos smartphones com tela transparente e, pelo jeito, também é essa a próxima inovação de empresas como a LG, por exemplo.

A empresa, que trabalha não apenas na fabricação de seus próprios aparelhos como também no desenvolvimento de tecnologias de display e fornecimento de componentes para outras empresas, já está trabalhando em novos modelos de telas dobráveis e transparentes. O segundo aspecto, inclusive, seria o principal foco de desenvolvimento no momento, apesar do primeiro parecer uma necessidade mais imediata por parte das companhias.

Ainda em estágio de protótipo, a companhia sul-coreana diz já ter um modelo funcional de tela transparente, mas que ainda vai levar algum tempo para que elas sejam produzidas em massa. Apesar disso, tecnologias desse tipo poderão ser vistas bem em breve em carros de luxo – com displays que se fundem ao para-brisa para exibir informações ao motorista – e também refrigeradores, que permitirão ao usuário enxergar a parte de dentro da geladeira economizando energia, já que não seria necessário abri-la.

Enquanto isso, também na Coreia do Sul, a Samsung trabalha duro em sua linha de celulares com telas maleáveis, que também deve chegar ao mercado no ano que vem. 2016 deve ser o ano do AMOLED e os primeiros experimentos em grande escala com os displays curvos estarão no mercado nos próximos meses, sendo a grande estrela o Galaxy S6 Edge, cuja tela tem dobras nas laterais. Mas a marca quer mais.

Em declarações oficiais, um porta-voz da Samsung na disse que a empresa já está trabalhando em modelos efetivamente dobráveis, mas não deu mais detalhes sobre isso. A principal ideia seria de um aparelho ao estilo dos velhos flip phones, mas com uma tela única que pode ser dobrada ao meio para que o celular possa ser colocado no bolso. Assim, reduz-se pela metade o tamanho dos produtos, na mesma medida em que se mantém a alta contagem de polegadas que parece ser a tônica dos smartphones de alto padrão hoje em dia.

A falta de detalhes, porém, indica que ainda falta algum tempo para que a gente saiba mais sobre o assunto. A previsão de lançamento pode até ser o ano que vem, mas, até lá, ainda falta bastante tempo e, como no caso da LG, os produtos devem ter lançamento segmentado e extremamente limitado. Portanto, até que essas tecnologias se tornem viáveis e populares, ainda temos um longo caminho a percorrer.

Fontes: GSM Arena eBusiness Korea

Ciclistas criticam suspensão de obras de ciclovias em São Paulo

Ciclistas criticam suspensão de obras de ciclovias em São Paulo:





Ciclistas criticam suspensão de obras de ciclovias em São Paulo
(1’51” / 1,71 Mb) - A recente ação do Ministério Público de São Paulo contra a construção de ciclovias na capital paulista reacendeu o debate sobre mobilidade urbana.
Mobilidade Urbana
A recente ação do Ministério Público de São Paulo contra a construção de ciclovias na capital paulista reacendeu o debate sobre mobilidade urbana.

leia mais

Movimentos de juventude se unem para denunciar a Rede Globo

Movimentos de juventude se unem para denunciar a Rede Globo:





Rafael Stedile
Movimentos de juventude se unem para denunciar a Rede Globo
Além das mobilizações em torno dos lemas “Fora Globo” e “Globo Golpista”, os jovens pautaram a Reforma Política, a educação pública, a defesa da Petrobras , entre outros.
Mobilizações
Além das mobilizações em torno dos lemas “Fora Globo” e “Globo Golpista”, os jovens pautaram a Reforma Política, a educação pública, a defesa da Petrobras , entre outros.

leia mais

“More than Human” by Tim Flach

“More than Human” by Tim Flach:

.
Tim Flach (born 16 April 1958 in London, United Kingdom) is a London-based photographer, artist and director, with work in several major international public collections, including the National Media Museum, UK and the Swedish Museum of Natural History. He is best known for his highly conceptual images of animals using principles of human portraiture and a vocabulary of gestures and looks which seem to echo our own and play on our predispositions and sympathies. He is the author of the books Evolution, Equus, Dogs Gods, and More Than Human.

(Wikipedia)

The emotions on show look strikingly familiar to our own : these remarkably intimate photos capture the gestures and expressions of animals in a way that’s eerily human — but at other times completely foreign. The result is a highly engaging gallery that’s as poignant as it is beautiful.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.
Website (you have to see it) : Tim Flach






Original enclosures:
69bca792514f782d22e6009501878794?s=96&d=identicon&r=G
main-qimg-6c444d536b50bb5337b9877d9c779ed3?convert_to_webp=true
main-qimg-d004b79ef021e0d6ace0e25b2bf6adc1?convert_to_webp=true
main-qimg-eb1b1d6f4469763ae71921d92c54b33f?convert_to_webp=true
main-qimg-f1b754196975c3f710a43361b074433b?convert_to_webp=true
main-qimg-374365e51995be3d02d3366a73a9773e?convert_to_webp=true
main-qimg-4f8117df39682705280fcb36cacaf694?convert_to_webp=true
main-qimg-05c3d86f235f70ee9afe8d673eabfbd1?convert_to_webp=true
main-qimg-d24403e5677770c24b58d0f08c615c04?convert_to_webp=true
main-qimg-2540c4cdf44cb3c672b8073689c506d4?convert_to_webp=true
main-qimg-fa33bf1c0d97daa616edc100f1707d8a?convert_to_webp=true
main-qimg-102339936e6f98e6016f2e5a6429f4d6?convert_to_webp=true
main-qimg-34e03f131e7f0cacf2c4c86a0856744a?convert_to_webp=true
main-qimg-baf81316d038637551e5a6e1f4abee7c?convert_to_webp=true
main-qimg-43468411192fb287d678a1d4c86b9394?convert_to_webp=true
main-qimg-73f384108bdd4668d88d8a11f973b9a1?convert_to_webp=true
main-qimg-8e338b3e9a0003ded330616557a434c7?convert_to_webp=true
main-qimg-fb43088032df6f3c5e6bed6693b61441?convert_to_webp=true
main-qimg-f87fb5bc056ae14fbab497147b04019f?convert_to_webp=true
main-qimg-a6c5bb74d514d46dd97acd634e70b104?convert_to_webp=true
main-qimg-33380162fb73993b6c84b7032cc989a1?convert_to_webp=true
main-qimg-cdc63b0b7cf765dab8ae665bdc6de9b5?convert_to_webp=true
main-qimg-ebaa9762186c23d1e05def986409339d?convert_to_webp=true
main-qimg-33bd6cb8015742d5f0bea81961b59521?convert_to_webp=true
main-qimg-0846ad6e8a0f7a43d6e10e524d249b47?convert_to_webp=true
main-qimg-58556f33c73eab7fd045f1abbf3c2f60?convert_to_webp=true
main-qimg-7729e6ee852861045e915462f2d3bc04?convert_to_webp=true
main-qimg-051232886e15ebe59447ddd533d2daa5?convert_to_webp=true
main-qimg-96e5b76beec9d548ad0863c8196ee4c0?convert_to_webp=true
main-qimg-a591f74ef023409db44b46e9895d7775?convert_to_webp=true
main-qimg-877bbbe2575ce50a16fcb54c7d7c380e?convert_to_webp=true
main-qimg-75632d44cdef7d5aacf84a7a09f91225?convert_to_webp=true
main-qimg-53be5530fd19b8aecee87262e8eb42cc?convert_to_webp=true
main-qimg-c1e761385aa60d376c854693901c14de?convert_to_webp=true
main-qimg-146508015bfc256eb84b8eac176a7567?convert_to_webp=true
main-qimg-121389076d47801646bfb149567123fc?convert_to_webp=true
main-qimg-4feb57185cd3ede704c183717cae7165?convert_to_webp=true
main-qimg-5419bf838a966831a1d21a23624f69d5?convert_to_webp=true
main-qimg-5365b4cb787a15f7776a9afac6626c99?convert_to_webp=true
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Reuters: Top News

Reuters: World News

Reuters: Arts

Reuters: Sports News

Reuters: People News

Reuters: Entertainment News

Reuters: Technology News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SEGUIDORES NO GOOGLE +

Testez la vitesse de votre connexion Internet ADSL, câble ou FTTx