Pesquisar este blog

ABOUT.ME

sexta-feira, 8 de maio de 2015

CHUPA PETRALHAS!"

CHUPA PETRALHAS!":

Algo havia acontecido. De repente, dezenas de tweets, comentários no Facebook e mesmo mensagens inbox chegavam trazendo o grito de guerra da neo-direita. Havia algo errado. Além, claro, do erro na concordância verbal e da falta de vírgula e de argumentos.

Curioso, fui diretamente ao UOL - pois se há um lugar que é repositório constante de retórica reacionária, é este portal (eu poderia ter ido ao site da Veja, mas a Vigilância Sanitária barrou o acesso a este título aqui no meu escritório).

Em dez segundos, a causa da gritaria: "Lula confessou a Mujica que sabia do mensalão".

Uau. "Realmente, esta era uma informação bombástica.", pensei. "Claro, não fazia o menor sentido: MESMO que soubesse, por que Lula confessaria algo assim a Mujica? E MESMO que Lula tivesse confessado, por que Mujica revelaria isso? Mas certamente o UOL não publicaria uma mentir..." HHAHAHAHAHAAHHA.

Respirei fundo, parei de rir e cliquei na notícia. Ou "notícia".

Vi que a informação havia sido gerada no Globo e extraída da biografia de Mujica escrita por dois autores uruguaios. Li o trecho que os jornalistas de O Globo usavam como prova de que Lula sabia do mensalão.

De imediato, notei que as frases pareciam tiradas do contexto original. Notei também que a manchete trazia a palavra "confissão" sem aspas, mas que a matéria em si usava as aspas, o que era revelador. Finalmente, percebi que os "jornalistas" (com aspas) haviam inserido um "(o mensalão)" antes de uma frase na qual Lula confessaria ter sido obrigado a lidar com algo. Também revelador. Se eu quisesse colocar um "(o dildo gigante)" na mesma frase, poderia, claro - e a notícia ficaria ainda mais chamativa. Mas isto não a transformaria em realidade.

Pensei em escrever algo sobre o assunto, mas fiquei com preguiça. É CLARO que se tratava de uma matéria mentirosa. Sim, havia sido reproduzida por veículos que supostamente deveriam ser referência de bom jornalismo, mas há muito desisti de ver isso no Brasil, um país onde todas as principais emissoras de tevê, publicações impressas e portais na Internet reproduzem o modo "Fox News" de operar.

As mensagens de "CHUPA PETRALHAS" continuaram. Eu poderia apontar que o fato de ser de esquerda não faz de mim um "petista", mas a vontade de corrigir a concordância era ainda maior e eu havia resistido. Deixei pra lá.

Tuitei (ei, me "SEGUE LEITORES": http://www.twitter.com/pablovillaca) que o Globo estava claramente manipulando a informação e imediatamente fui chamada de "canalha" por alguns integrantes desta neo-direita que ama insultar e teme argumentar. Um deles chegou a dizer que estava com o livro à sua frente e que confirmava a informação. Eu e outros leitores pedimos fotos do livro, mas ele disse apenas que "petista era tudo preguiçoso". Pensei em novamente apontar a diferença entre ser de esquerda e ser petista, mas a construção da frase me incomodava mais e ainda assim ignorei o impulso.

E, então, um dos AUTORES do livro se manifestou oficialmente. Desmentindo a informação de O Globo, é claro, e afirmando categoricamente que Lula nada falou sobre o "mensalão". (Para aqueles que ainda se interessam por um conceito chamado "fato", um dos links para o desmentido é http://g1.globo.com/…/lula-diz-que-teve-de-lidar-com-coisas…). 

Por alguns segundos, considerei que todos aqueles que reproduziram a "confissão" de Lula deveriam estar embaraçados: Noblat, colunistas da Veja, "jornalistas" de UOL, Globo, etc. Certamente ficariam envergonhados por terem espalhado uma informação calunios.... HAHAHAHAHAAHAHA.
Ai, ai. Eu me divirto sozinho.

Pensei no estado da imprensa brasileira: 

O Globo divulgou que Lula havia confessado saber sobre o mensalão. Um dos AUTORES do livro no qual a "confissão" estaria DESMENTIU.

Época divulgou que o Ministério Público estava investigando Lula. O Ministério Público DESMENTIU.

Sherazade disse que black blocs haviam sido presos entre os professores no Paraná. A Defensoria Pública do estado DESMENTIU.

E, ainda assim, esta neo-direita brasileira abraça esta mídia e espalha as informações mentirosas em páginas e perfis no Facebook e no Twitter - sempre acompanhadas de insultos a qualquer um que aponte os erros factuais. E ainda assim esta neo-direita não hesita em afirmar sempre "agir em nome da ética e contra a corrupção".

Certamente devem sentir vergonha diante da hipocris... 

HAHAhaaaaa... Interrompi a gargalhada.

A situação era triste demais para despertar o riso.


Pablo Villaça
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Reuters: Top News

Reuters: World News

Reuters: Arts

Reuters: Sports News

Reuters: People News

Reuters: Entertainment News

Reuters: Technology News

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SEGUIDORES NO GOOGLE +

Testez la vitesse de votre connexion Internet ADSL, câble ou FTTx